30 novembro 2011

George Harrison

Ontem, 29/11/2011, fez 10 anos que ele morreu.
Não foi um grande guitarrista, pelo contrário, eu o achava ruim. Um guitarrista de banda de colégio. Assim como Paul e John eram pianistas ruins, tanto que nas gravações o pianista era Billy Preston, considerado o quinto beatle. Naquele filme em que eles tocam no telhado da gravadora Apple, ao piano está Billy Preston.
Na música While My Guitar Gently Weeps o solo fica por conta de Eric Clapton, porém no disco o nome dele não aparece.
Ser ou não virtuoso em algum instrumento não significa ser ou não bom compositor. Paul e John eram ótimos compositores e muito produtivos, George produzia menos, mas mesmo assim fez verdadeiras obras-primas como I Need You, I Saw Her Standing There, Something, Here Comes The Sun e outras, além do hino dos guitarristas While My Guitar Gently Weeps.
George colocou a cítara indiana na música dos Beatles e consequentemente na música popular. David Crosby, que em 67 ou 68 havia saído do The Byrds e formado o trio Crosby, Stills and Nash ( Neil Young se juntou ao trio um ano depois ), apresentou George a Ravi Shankar que chegou a participar de algumas gravações dos Beatles.
No Youtube existe uma série de versões de While My Guitar Gently Weeps, inclusive a minha em ritmo de samba. Conversando com meu amigo Márcio Bueno, de Porto Alegre, eu lhe disse que a melhor é a do Paul Gilbert, mas ele contestou e disse que o melhor solo é o do Prince, numa homenagem que fizeram a George há uns 5 anos, o garoto que toca violão ao fundo é filho do George. Concordo com Márcio: em primeiro Prince, em segundo Paul Gilbert, e eu estou na briga pelo terceiro lugar contra Steve Lukater, Eric Clapton, Jeff Healey entre outros.
Porra, acho que exagerei. Já dei uma cacetada no ego, ele que se acalme.

0 comentários:

Postar um comentário